Paulina Chiziane celebra Consciência Negra no Brasil

Para celebrar o mês da Consciência Negra, a Universidade Federal do Paraná (UFPR) realiza uma série de actividades em Novembro. São conferências, seminários, rodas de conversa, oficinas, exposições e apresentações culturais, em vários campus da universidade e também fora dela.

Entre os destaques da programação estão o IV Simpósio de Literatura Negra Ibero-Americana, incluindo uma mesa sobre literatura infantil de temática africana e afro-brasileira, e um seminário sobre a presença negra no Paraná, que acontecerá de 21 a 23 de Novembro.

A UFPR também receberá, para palestras e conferências, da escritora moçambicana Paulina Chiziane e o professor de filosofia, ensaísta e crítico Dionísio Bahule. Haverá ainda lançamentos de livros, mesas redondas, sarau e, no dia 18, uma homenagem aos 110 anos da umbanda. No dia 24, acontecerá o evento “Pensando a universidade para a população negra e construção de um calendário de actividades para 2019.

O Dia da Consciência Negra, celebrado em 20 de Novembro, foi instituído oficialmente pela lei nº 12.519, de 10 de Novembro de 2011. A data faz referência à morte de Zumbi, o então líder do Quilombo dos Palmares – situado entre os Estados de Alagoas e Pernambuco, na região Nordeste do Brasil.

Zumbi foi morto em 1695, na referida data, por bandeirantes liderados por Domingos Jorge Velho. A data de sua morte, descoberta por historiadores no início da década de 1970, motivou membros do Movimento Negro Unificado contra a Discriminação Racial, em um congresso realizado em 1978, no contexto da Ditadura Militar Brasileira, a elegerem a figura de Zumbi como um símbolo da luta e resistência dos negros escravizados no Brasil, bem como da luta por direitos que seus descendentes reivindicam.

Refira-se que a autora do Sétimo Juramento já foi condecorada pelo Brasil, através do Centro Cultural Brasil-Moçambique, com o diploma de ordem do Cruzeiro do Sul. Trata-se de uma ordem constituída logo após a independência do Brasil e que invoca uma estrela lá do Brasil.

 

Fonte: Elaboração própria + O Pais (Maputo)